hosting menu left
hosting menu right

Previsão do Tempo

     
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Home
PDF Imprimir E-mail
Escrito por O guia   

 

QUEM É O CULPADO?

 

Ver o que esta acontecendo no trânsito atualmente, aliás, não é de hoje é tão triste quanto revoltante.

 

E um fato curioso é que não é apenas nas grandes cidades, mas em cidades com até vinte mil habitantes onde quase todos se conhecem. Falo da violência, das brigas e ofensas que muitas vezes acabam em morte.

 

Dia desses vi vários vídeos na TV com cenas estarrecedoras de pessoas trocando socos e pontapés, inclusive homem batendo em mulher por briga no trânsito, simplesmente lamentável, crianças chorando ao ver o pai brigando com um estranho no meio da rua, além do choque causado a estas crianças, que exemplo estes pais estão dando?

 

Então comecei a pensar: Quem é ou pode ser o culpado da situação em que chegamos? Fiquei mais indignado ainda com a quantidade de respostas que encontrei. Muitos apontariam a educação como principal fator para tanta violência, eu particularmente também pensava assim, mas depois de ver os tais vídeos, mudei de idéia e prefiro considerar um conjunto de motivos, já que muitas pessoas que se matam no trânsito nos dias de hoje são sim pessoas que tem formação acadêmica e não somente pessoas simples com pouco estudo, até por que educação não tem nada a ver com formação escolar, é de berço.

 

Além da questão da educação, encontrei respostas como: Estresse, estrutura viária, quantidade de veículos em circulação, problemas de relacionamento, problemas pessoais (financeiro, desemprego etc..) pessoa socialmente revoltada, intolerância, e por ai vai.

 

Assim sendo, gostaria de deixar algumas dicas para que você não seja mais uma vítima desse tremendo problema social.

 

1 - Saia sempre com antecedência.

2 – No trânsito, não tenha pressa.

3 – Respeite as regras de trânsito.

4 – Não provoque nem se envolva em provocações, desconsidere.

5 – Se for ofendido (a) jamais revide, siga em frente e esqueça.

6 – Evite o máximo que puder horários e locais de trânsito intenso.

7 – Nunca se esqueça que no trânsito todos temos direitos, mas também deveres.

8 – Não banque o espertinho (a) querendo levar vantagem, alguém pode não gostar.

9 – Seja cordial.

10 – E lembre-se: Trânsito também é viver em sociedade, por isso, respeito e cidadania nunca é demais e ajuda evitar muitos dissabores.

 

 

 

Última atualização em Qua, 12 de Novembro de 2014 06:00
 

Patrocinadores

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Pesquisar

Comunidades

FacebookTwitterOrkut


Últimas inclusões

Artigos mais acessados


website hosting main area bottom

Fornecido por Joomla!. Designed by: chic joomla template value hosting Valid XHTML and CSS.